Curso de Análise Sensorial com Cilene Saorin

No último sábado fizemos o curso de Análise Sensorial da Cilene Saorin. Só de ver o curriculum dela da pra perceber que cada centavo do curso foi muito bem empregado. O curso durou o dia todo, e foi no Bar do Italiano, aqui em Campinas. Só pelo fato de passar o dia inteiro no Italiano já animou a acordar bem cedo para ir para lá.
O curso foi muito proveitoso e vários “atributos” (bons e ruins) do processo cervejeiro foram abordados. Ficamos degustando cervejas onde 15 diferentes atributos de sabor e aroma eram exaltados. Pudemos identificar estes atributos que dão sabores e aromas desejáveis e os que não são desejáveis (off-flavours), e vários pontos que podemos aprimorar em nosso processo de fabricação da Lamas Bier, para acentuar certos aromas e minimizar outros, que sem dúvida vão melhor e muito a personalidade da cerveja. Fica a dica para os cervejeiros caseiros quando possível fazer esse curso com ela.

Cilene Saorin – Gestão Sensorial na Industria Cervejeira

Copos de prova com os atributos diluidos em uma cerveja “insossa”. Cada prova com um atributo diferente.

Porém, para nós, o grande ponto do dia foi sentar a mesa e beber um pouco e falar bastante com o pessoal do curso. Muitos deles nós só conhecíamos por email e pelas listas de cerveja que fazemos parte. A galera da Acerva Paulista, Acerva Carioca e o pessoal do Brejas são mais legais ao vivo que pelos emails. Foi um prazer conhecer essa turma, não tenho dúvida que serão figuras carimbadas em nossas Missas. O Mauricio é um cara muito bacana, e mostrou ser pessoalmente o que ele mostrou nos emails, uma pessoa acessível, simpática e sobre tudo: tem o espírito Lama de ser. Não só ele, como o resto da galera do Brejas, o Italiano (gente finíssima, é um verdadeiro lama de coração), Afonso e Priscila (da A Turma,velhos conhecidos nossos) e a Cilene.

Como somos muito caras de pau, e também, como estávamos em débito com o Mauricio do Brejas levamos nossas últimas “criações” para a mesa: a Mud, Porcaria e a Revolution 32. Para nossa grata surpresa, a avaliação foi super positiva e aceitação tb. Ficamos meio envergonhados de levar uma Lamas para a Cilene degustar, afinal ela era “o cara”, mas o Italiano encheu o copo e a serviu. E nos lá olhando ansiosos para ver qual a cara q ela iria fazer…. logo em seguida veio o comentário: “Muito boa e saborosa a cerveja, parabéns, vc´s estão mais que no caminho certo, só tenho uma sugestão, mudem o nome da cerveja…rsrsrs”. Para nós, vindo dela, os elogios não poderiam ter vindo em melhor hora… e pra variar o ego foi pra estratosfera. O Mauricio e o Italiano, que foram as pessoas fora do grupo que mais degustaram nossa cerveja, também endossaram, dizendo que disse que as cervejas estão bem saborosas!

A oportunidade de sentar a mesa com essas figuraças do mundo da cerveja e ter nossas cervejas degustadas por eles nos enche de orgulho, e não tem preço. Isso serve de incetivo para nós a continuar nesse apaixonante mundo

Ponto alto da noite, um mesa só com apreciadores de boa cerveja. No meio nossas Lamas. Da esquerda pra direita: Chico, David, Fabiana, Mauricio, Afonso, Priscila, Carlos Magno, Cilene, Alex (ou a testa dele 🙂 ), Ricardo , outro figuraça do Brejas e Elso.

Comentários

    Mauricio (BREJAS)

    (13 de agosto de 2009 - 23:11)

    Diletíssimos amigos Lamas,
    Podem acreditar que pra nós também foi um PUTA orgulho e honra beber com vocês! Nesse mundo cervejeiro, a grande maioria das pessoas é bacana, mas vocês são DEMAIS!
    Obrigado mesmo pelas palavras e nos vemos sabadão no encontro da ACervA!!!

    chopp

    (9 de março de 2010 - 22:54)

    Nossa q honra sentar a mesa com cilene!! Parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA