Session IPA com lúpulo brasileiro no Lamas Brew Club

O Lamas Brew Club desse ciclo é um­­ dos kits mais sensacionais que já fizemos desde o início. E você vai entender o porquê.

Você já deve ter ouvido com estranheza quando alguém falava “plantar lúpulo no Brasil? Ah isso não dá certo, aqui não faz frio!” Essa era a principal fala ouvida quando se conversava sobre plantar lúpulo em território nacional. Porém com o desenvolvimento de técnicas agrícolas de manejo específicas para o clima tropical brasileiro e muita pesquisa científica, esse paradigma que lúpulo no Brasil não dá certo, foi quebrado.

Session IPA com Lúpulo Brasileiro

E esse ciclo do Lamas Brew Club vem para comprovar para os cervejeiros caseiros que lúpulo nacional é muito bom! Para isso escolhemos uma receita onde o lúpulo é a grande estrela e chamamos uma equipe de peso que entende muito de lúpulo nacional para nos ajudar a passar essa experiência para você:  o viveiro de mudas de lúpulo Van de Bergen, a consultoria agrícola Brazuca Lúpulos e os produtores de lúpulo em solo brasileiro Brava Terra Lúpulos e a Lúpulos Dalcin.

A receita escolhida é uma Session IPA, uma cerveja leve com baixo teor alcoólico e muito aromática. Uma receita ideal para destacar a estrela da vez, o lúpulo nacional. E o lúpulo escolhido, o lúpulo Comet! Um lúpulo cítrico com notas de toranja, laranja além de picantes e frutas doces. Uma explosão aromática.

E a proposta de desafio para vocês será ver a diferença de terroir (leia-se terroár) entre a mesma variedade de lúpulo, mas vindo de fazendas diferentes. Essa palavra terroir muito usada em vinícolas e vinhos, em linhas gerais, indica que uma uva pode adquirir características únicas dependendo do solo e manejo agrícola de onde está plantada. E é exatamente isso que queremos que vocês percebam. Vamos propor para vocês fabricarem uma mesma base de cerveja. Uma fermentação única. Mas na maturação separar o lote em dois e fazer dois dry-hopping diferentes. Uma com o lúpulo Brava Terra e outro com o lúpulo Dalcin. E caso não queriam separar, podem fazer um dry-hopping único com os dois lúpulos e criar um perfil novo de lupulagem do mesmo Comet. Sensacional, não?

Temos certeza de que vocês se surpreenderão com os resultados desse lúpulo e poderão dizer aos seus colegas cervejeiros: O Brasil tem lúpulo bom sim.

Outra surpresa que guardamos para vocês: neste kit vocês receberão uma muda de lúpulo do viveiro Van de Bergen, para plantarem em casa e quem sabe fazer uma cerveja com o próprio lúpulo. E para mais dicas de plantio de lúpulo em casa, vai rolar muito conteúdo no nosso blog preparado pela Brazuca Lúpulos e o primeiro post já saiu. Confira aqui.

Vem com a gente desbravar esse mundo complexo e viciante!

História do Lúpulo Comet no Brasil

O lúpulo Comet tem um parentesco um tanto quanto intrigante, proveniente do cruzamento de mudas do lúpulo inglês Sunshine e de lúpulo Selvagem Americano Utah masculino nos anos 60, ele foi lançado comercialmente em 1975 nos EUA como uma variedade de alfa ácido alto, porém nunca teve seu potencial reconhecido e seu cultivo declinou após o lançamento de outras variedades chamadas de super alfa ácidos. Ele pode ser usado tanto para amargor quanto para aroma e adições tardias, o que irá realçar as fortes notas cítricas.

No Brasil, o plantio do lúpulo Comet começou em 2018 e os produtores brasileiros vem colhendo resultados impressionantes em tão pouco tempo de cultivo. Tradicionalmente uma planta de lúpulo chega em seu ápice em 3 anos, atingindo nesse período níveis ótimos de alfa ácidos e óleos essenciais, porém graças aos manejos de cultivo implementados nas lavouras brasileiras, há produtores colhendo safras com menos de 3 anos com níveis altíssimos de óleos essenciais e alfa ácidos em torno de 10% o que não fica muito atrás do Comet gringo.

Nesse ciclo do Lamas Brew Club, temos dois produtores de lúpulos, a Lúpulos Dalcin e a Brava Terra Lúpulos, fornecendo o lúpulo da receita. Apesar de serem da mesma variedade, Comet, cada um apresenta características únicas (terroir) devido a região do plantio e das técnicas de manejo. Os lúpulos Dalcin apresentam grande caráter cítrico com notas em segundo plano de fruta doce, frutas vermelhas e picante/herbal, já os lúpulos Brava Terra possuem uma predominância de notas cítricas em equilíbrio com notas picantes/herbais e notas mentoladas em segundo plano.

Características da Session IPA

Uma Session IPA equilibrada com o amargor e aromas intensos, porém com baixo teor alcoólico como toda boa cerveja session deve ser.

OG: 1.041     FG: 1.009

IBU: 28   ABV: 4,1%     EBC: 19.4

Técnicas Utilizadas na Session IPA com Lúpulo Brasileiro

Lúpulo Comet e o terroir: Conhecido como “Irmão mais novo do Citra”, o lúpulo Comet é muitas vezes escolhido pelos cervejeiros ao invés do famoso Citra por possuir um alfa ácido menor (em torno de 9 a 12%). A vantagem de utilizar um lúpulo com alfa ácido mais baixo é que, quanto menor a concentração desses ácidos, maior é a concentração de óleos essenciais, conferindo muito mais aroma à cerveja.

O comet brasileiro, assim como a versão americana possui fortes notas cítricas, com um toque picante e herbal. E conforme o terroir de onde o lúpulo é plantado ele pode ganhar outras notas como mentolado do lúpulo da Brava Terra Lúpulos e frutas doces como do lúpulos Dalcin.

Principais óleos essenciais:

  • Myrcene: Aroma de lúpulo fresco, resinoso, verde
  • Caryophyllene: Aroma amadeirado
  • Humulene: Aroma de pinus, amadeirado

Técnicas de Lupulagem:

First Wort Hopping: Esta técnica de lupulagem consiste em adicionar o lúpulo antes do início da fervura, assim que o mosto é separado dos grãos. Utilizamos essa técnica para obter cervejas mais redondas, com maior qualidade de amargor.

Dry hopping na Maturação: Nessa receita decidimos fazer o dry-hopping somente no final da maturação para que todos os compostos aromáticos fiquem bem presentes na cerveja dando complexidade ao aroma e sabor da cerveja. E mais importante: propomos dividir a cerveja em dois baldes maturadores (depois da fermentação) e fazer o dry-hopping em cada balde com um lúpulo Comet de cada produtor. Ou seja, em um balde adicionar os lúpulos da Dalcin e em outro os Lúpulos da Brava Terra.

Vantagens de Ser Assinante Lamas Brew Club

Fazendo parte do club, o cervejeiro sempre terá:

Receitas inéditas e completas para fazer em casa;
Desafios cervejeiros a cada ciclo do clube;
Análise sensorial da amostra de cerveja completamente grátis;
Descontos exclusivos no site e nas lojas físicas da Lamas Brew Shop na compra de insumos e equipamentos;

Participando do concurso, o cervejeiro tem a chance de concorrer a um Fermentador Cônico de Inox de 50L. 

E aí ficou curioso com essa receita? Veja como adquiri-la no site do Lamas Brew Club.

Os Parceiros do Ciclo da Session IPA com Lúpulo Brasileiro

Viveiro de Mudas Van De Bergen

Em 2016, Herman, Felipe e André Wigman, pai e filhos, somaram suas experiências, sonhos e esforços para criar a Van de Bergen, empreendendo em um mercado novo e promissor, o de cultivo de lúpulo no Brasil.

Com o objetivo de contribuir para a profissionalização dessa cultura no país, a empresa possui atuação em diversas áreas, tais como:

  • Produção de mudas;
  • Campo de cultivo do lúpulo;
  • Parcerias com Universidades, fornecendo material para pesquisas e também abrindo as portas para pesquisadores;
  • Parceria com uma empresa nacional comprometida com o desenvolvimento tecnológico de maquinário necessário para a viabilidade técnica do cultivo de lúpulo.

O viveiro de lúpulos Van de Bergen fica localizado na cidade de Sapucaí-Mirim/MG e fornece mudas legalizadas pelo MAPA.

Consultoria Agrícola Brazuca Lúpulos

A Brazuca Lúpulos é uma empresa de consultoria agronômica especializada no cultivo de lúpulo localizada em Botucatu/SP. Trabalhamos com projetos de implantação, assistência técnica, pesquisa e desenvolvimento da cultura no país.

Nosso objetivo é contribuir para o desenvolvimento do lúpulo nacional, prestando toda a assistência técnica para viabilizar a sua produção comercial.

Nossa história com o lúpulo brasileiro começou em 2016 depois de uma reportagem no Globo Rural mostrando as primeiras tentativas de cultivo na Serra da Mantiqueira. Em 2017, nosso fundador e consultor Gabriel Fortuna iniciou os estudos teóricos e práticos com a cultura. No ano seguinte, ele iniciou seu projeto de doutorado com manejo de lúpulo e começou a acompanhar alguns produtores. Nascia assim a Brazuca Lúpulos, uma empresa especializada no cultivo e beneficiamento do lúpulo.

Produtor Brava Terra Lúpulos

Lúpulo 100% cultivado no Brasil. Tudo nasceu de um questionamento. Como pode?  Brasil, país grande consumidor de cerveja, tendo suas cervejas entre as melhores do mundo, importa quase 100% do lúpulo que consume?

Por que a nossa brava terra, com grande diversidade de culturas, não produz lúpulo? Seria o clima? Temos o melhor. Água boa? Não nos falta. Tecnologia? Por que não buscá-la ou mesmo desenvolvê-la? Recursos humanos? Somos um povo heróico que não foge à luta.

Todos esses questionamentos tornaram-se desafios. Vamos sonhar, planejar, pesquisar, aprender, criar, inovar, superar.

Foi assim que nasceu na a Brava Terra Lúpulos, que acreditou ser possível, investiu e agora produz o Lúpulo da melhor qualidade no nosso solo. Localizado na cidade de Fartura/SP, a fazenda conta com 1600 mudas de lúpulo produzindo as variedades Southern Brewer, Comet, Sorachi Ace, Magnum, Zeus

Produtor Lúpulos Dalcin

Localizado na cidade de Taguaí/SP, a Fazenda Bom Viver, do av^André Dalcin, serviu de berço para o sonho idealidado pelos irmãos Leandro e Adriano.

Através do interesse pela cerveja artesanal, surgiu o questionamento sobe os insumos importados e em especial, o Lúpulo. entao veio a pergunta: Por que não cultivar o lúpulo no Brasil?

A partir disso, começaram os estudos e em 2018 a plantação propriamente dita que hoje está em seu pleno vigor, contando com 1500 plantas e 9 cultivares legalizados, dentre eles Sorachi Ace, Saaz, Centenial, Comet, Nugget, Columbus, Cascade, Mittelfruh, Chinnook.

Os Lúpulos Dalcin homenageiam com o seu nome seus antepassados, que enfrentaram o novo, o desconhecido e mesmo em meio a tantas dificuldades acreditaram no seu trabalho e no valor da nossa terra,

Com estes mesmos pensamentos, os Lúpulos Dalcin vem dedicando-se à valorização e ao enaltecimento do produto nacional.

 

Para saber mais sobre os parceiros clique no nome deles e quer virar sócio do Lamas Brew Club e receber este kit incrível? Acesse www.lamasbrew.club

Boas cervejas!

 

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *