Pumpkin Ale: Uma receita para assombrar à noite de Halloween

post atualizado em outubro de 2018.

O mês de Outubro está chegando e junto com ele vem o Halloween. Um dos símbolos tradicionais do Halloween sempre foi a abóbora. E por que não usar a abóbora na cerveja?

Cerveja com abóbora, ou seja, a Pumpkin Ale já é feita nos EUA há muito tempo. Há registros em livros que desde 1800 a Pumpkin Ale já era produzida. A abóbora entrou na cerveja como um adjunto para fornecer o açúcar necessário para a fermentação, substituindo parte do malte.

O estilo Pumpkin Ale é feito a partir de uma cerveja base com adição de abóbora, que pode ser em pedaço, em calda e em forma de doce de abóbora. Também pode-se usar condimentos, como cravo, canela, gengibre, entre outros. Isso depende da criatividade do cervejeiro. A Pumpkin Ale deve ter equilíbrio entre a cerveja base escolhida e o sabor da abóbora com condimentos.

Para fazer esse estilo de cerveja são necessários alguns cuidados extras:

  • Para o preparo da abóbora, sugerimos cortar a abóbora em pedaços, tirar as sementes e colocar no forno (180°C) por mais ou menos 1h30 ou até a abóbora ficar macia e fácil de retirar da casca. Faça um purê com essa abóbora para aumentar a superfície de contato na mostura;
  • A abóbora pode ser adicionada na mostura ou na fervura. Independente do momento da adição da abóbora, recomendamos que a abóbora seja colocada dentro de um bag para evitar que haja entupimento do processo.
  • No final da mosturação é importante subir a temperatura para 75°C por 10 minutos. Assim, a viscosidade do mosto diminui e a recirculação se torna mais fácil.

Transformando a Vermelhinha em Pumpkin Ale

É possível utilizar vários estilos de cerveja como base de uma Pumpkin Ale. A seguir, sugerimos que a nossa receita – Vermelhinha – seja transformada em uma Pumpkin Ale. A Vermelhinha é uma American Amber Ale: “Como uma Pale Ale americana com mais corpo, mais rica em caramelo e mais equilibrada para o malte do que para o lúpulo (mesmo que as quantidades de lúpulo possam ser significativas” – BJCP

Receita de 20 L da Vermelhinha Pumpkin Ale

Características:

  • IBU = 29
  • OG = 1.049 (será um pouco maior pois iremos extrair açúcares da abóbora)
  • FG = 1.013
  • Alc =4.7%

DICAS

  • Comece com 25 L de água para a mistura não ficar tão viscosa e extrair os sabores da abóbora;
  • Lembre-se de colocar a abóbora em um saquinho de tecido e não joga-la direto na panela, isso ajudará a não ficar 06 horas recirculando sua cerveja;
  • Faça a mostura a 68°C por 60 minutos.
  • Faça o mash out à 78°C no final da mosturação para solubilizar mais açúcares e facilitar a recirculção.
  • Cuidado com as especiarias, adicione faltando 5 minutos para o final da fervura e coloque uma quantidade bem pequena para ter uma cerveja equilibrada.
  • Para “turbinar” o sabor de abóbora, coloque mais 1 kg de purê faltando 15 minutos para o final de fervura;
  • Fermentação à 20 °C por 7 dias e maturação à 5°C por 10 dias.
  • Se quiser dar uma pegada ainda maior de Pumpkin Pie, faça a refermentação com açúcar mascavo (6 g de açúcar/litro de cerveja).

 

Pronto, mais fácil do que você imagina não? Todos os insumos (inclusive as especiarias) você encontra em nossa loja virtual. Para facilitar, você pode comprar o kit pronto da Vermelhinha e só comprar a parte as especiarias.

Conte-nos como ficou sua cerveja dos Dia da Bruxa!

Boa Cerveja

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Comentários

    Bernardo Guedes Pinto Neto

    (27 de setembro de 2017 - 03:41)

    Muito legal, deu vontade de fazer! Mas fiquei com duas dúvidas:
    Qual a temperatura de sacarificação?
    No total foram 3 kg de purê de abóbora?

      David - Lamas

      (27 de setembro de 2017 - 22:38)

      68ºC. Sim

        Fabio Gonçales

        (23 de outubro de 2018 - 06:27)

        Quais as rampas e tempo de cada uma na mostura ?

        Seria uma rampa unica de 68° ? Por quanto tempo ?

          Fernanda Puccinelli

          (23 de outubro de 2018 - 16:30)

          Oi Fabio.
          Nessa receita fazemos uma rampa única de 68°C por 60 minutos.

    Armando Abdo Oliva

    (27 de setembro de 2017 - 16:10)

    Sobre o pure de abobora, alguma sugestão de como adquirir ou fazer?

    FLAVIO SILVA

    (23 de janeiro de 2018 - 19:58)

    Qual é o tempo da carbonatação na garrafa???

    Davi

    (20 de fevereiro de 2018 - 16:38)

    Eu faço pelo método BIAB, teria que colocar uma quantidade de abobora na sacarificação para aumentar a eficiência?

    Para “turbinar” o sabor de abóbora, coloque mais 1 kg de purê faltando 15 minutos para o final de fervura; NO BAG?

    Robson Ferrareze

    (2 de abril de 2018 - 20:41)

    David, para eu transformar esta receita de grãos para extrato seco, qual seria a conversão?

      David - Lamas

      (27 de abril de 2018 - 06:36)

      Oi Robson
      Só seguir o que o fabricante do extrato diz (a relacao de kg por OG). Nao tem erro e facilita bem.

    Rique Chagas

    (23 de outubro de 2018 - 13:29)

    Bom dia Davi, alguma possibilidade de disponibilizar essa receita no Beersmith com todas as adicoes disponíveis no site do Lamas?

    Aguardo seu retorno!

      Redação Lamas

      (30 de novembro de 2018 - 22:22)

      Rique, legal a sua sugestão! Vamos estudar a possibilidade de passar todas as receitas que disponibilizamos no blog para o Beer Smith, ok 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *