22 lúpulos que você precisa usar em sua cerveja artesanal!

Fala cervejeiros e cervejeiras!

Hoje vamos falar um pouquinho sobre lúpulos! Sabemos que a variedade de lúpulos existente no mercado hoje é imensa. Só no site da Lamas temos mais de 100 variedades de lúpulos para fazer cerveja.

Se temos tudo isso de lúpulo disponível no mercado, porque usamos sempre os mesmos? Consigo listar para vocês algumas razões:

Falta de informação sobre o lúpulo
Medo de arriscar
Moda

Por isso, resolvi trazer uma lista de 22 lúpulos que já estão no mercado há algum tempo, trazem resultados interessantíssimos para as cervejas, mas não são muito usados.

Variedades de Lúpulos

Lúpulo Ahtanum:

Lúpulo americano bem característico. Possui notas marcantes florais, picantes, cítricas e herbais, de fundo pode apresentar notas moderadas de pinheiro. Muitos o comparam com o Cascade, porém o Ahtanum é menos amargo
Uso: Ele é usado principalmente como lúpulo de aroma e sabor e para dry-hopping.
Estilos de cerveja: India Pale Ale, Pale Ale, Heffeweisen, American Ales, Lagers, Californian Common, Bitters.
Cervejas comerciais: Você pode encontrá-lo em cervejas como em Dogfish Head – Blood Orange Heffeweisen e Stone Brewing – Pale Ale.

Lúpulo Azzaca:

Lúpulo americano relativamente novo, ele possui notas marcantes de frutas tropicais com frutas cítricas. No sabor ele proporciona notas de manga, abacaxi,  notas picantes, cítricas que remetem à tangerina e um leve amadeirado.
Uso: Apesar do alto teor de alfa ácidos, ele é bastante usado para amargor e aroma.
Estilos de cerveja: American IPA, APA.
Cervejas comerciais: Dádiva Cervejaria – Golden Rye e Ocean Flow

Lúpulo Ariana:

Lúpulo alemão originário do cruzamento do lúpulo Herkules e um lúpulo selvagem. O Lúpulo Ariana é o irmão de amargor do Callista. É um lúpulo de amargor (que pode ser usado como aroma) criado pelo mesmo time que desenvolveu o Callista, Mandarina Bavaria, Hüll Melon and Hallertau Blanc. Em sua forma “in natura” apresenta notas de cassis, pera, pêssego e frutas tropicais. Já na cerveja, é pronunciado o aroma de grapefruit, groselha, baunilha e cítrico.
Uso: Apesar do alto teor de alfa ácidos, ele é bastante usado para amargor e aroma.
Estilos de cerveja: NE IPA, IPA, Session IPA
Cervejas comerciais: Brew Dog – Cloud Cartel

Lúpulo Bravo:

Lúpulo americano, considerado como super alfa ácido por ter uma quantidade de aa que varia de 14% a 17%. Possui um amargor neutro e bastante suave, tornando se uma ótima opção como lúpulo de amargor para diversos estilos. No aroma ele possui notas suvaes cítricas e de frutas amarelas.
Uso: Lúpulo de super alfa ácido, é indicado para amargor.
Estilos de cerveja: American IPA, APA, Special Bitter,
Cervejas comerciais: Cervejaria Mikkeller – Hop Series Bravo e Single Hop Bravo IPA

Lúpulo Callista:

Lúpulo alemão lançado em 2016, em sua forma “in natura”, apresenta aromas de damasco, amora e framboesa. Já na cerveja, é pronunciado o aroma de maracujá, pessego, grapefruit e groselha.
Uso: Lúpulo de aroma
Estilos de cerveja: NE IPA, American IPA, Cervejas belgas, Helles, Bock, Red Ale
Cervejas comerciais: Sierra Nevada / Duvel Moortgat – Beer Camp Hoppy Belgian-Style Golden Ale

Lúpulo Calypso:

Lúpulo americano de duplo uso. Possui aromas e sabores de maçã, peras, e frutas amarelas com toques cítricos de limão.
Uso: Lúpulo de aroma e amargor
Estilos de cerveja: Ale, Stout, Barley Wine, IPA,
Cervejas comerciais: Sierra Nevada – Single Hop IPA Calypso

Lúpulo Cluster:

Clássico lúpulo americano. Possui aroma limpo, neutro e com suaves toques resinosos, picantes e cítricos que lembram grapefruit. É bastante usado para amargor por possuir características neutras.
Uso: Pode ser usado para amargor e aroma, possui perfil bem neutro.
Estilos de cerveja: American Barley Wine, Porter, English Pale Ale, Amber Ale, Honey Ale, Cream Ale
Cervejas comerciais: Sierra Nevada – Harvest Wet & Wild Cluster IPA e It’s the Lau

Lúpulo Comet: 

Lúpulo americano, considerado um dos lúpulos selvagens americano. No aroma, remete a grapefruit e tangerina e possui notas de fundo de gramíneas e herbal e um dank resinoso. Alguns cervejeiros descrevem o aroma único desse lúpulo como “Wild American”.
Uso: Ideal para dry-hop em IPA e APA.
Estilos de cerveja: Lager, American Ale, India Pale Ale, Ales em geral
Cervejas comerciais: Sierra Nevada – Single Hop IPA Comet, Hoppy Hefeweizen, Dogma Cervejaria – In circles e The hop is in the head VIII.

Lúpulo Denali:

Lúpulo americano usado tanto para aroma quanto para amargor. Sua origem genética é 50% Nugget, 25% Zeus e 25% USDA19058m. Suas características são aromas intensos de abacaxi e frutas cítricas. Também é muito usado para dry hop, utilizando aproximadamente 1 grama por litro na maturação.
Uso: Ideal para dry-hop em IPA e APA.
Estilos de cerveja: Double IPA, American IPA, APA, NE IPA,
Cervejas comerciais: Dogma Cervejaria – Citra & Denali lover

Lúpulo Ella:

Lúpulo australiano, irmão do Galaxy. Este lúpulo impõe notas florais e picantes (lembrando anis-estrelado) quando usado em baixa quantidade. Essas notas são muito bem vindas em Lagers e Pilsens. Com grandes adições ou usado em dry hop, ele dá características de aromas tropicais e grapefruit, e pode ser usado em vários estilos de cervejas.
Uso: duplo uso
Estilos de cerveja: IPA, lagers em geral, Pilsner, Pale Ale, Stout
Cervejas comerciais: Dogma Cervejaria – The hop is in the head VII.

Lúpulo Idaho 7:

Lúpulo americano, é uma boa opção como substituto ao Citra e possui aromas e sabores envolventes. É excelente como single hop ou parte de uma mistura com Citra e Warrior. Funciona muito bem se usado no dry Hop em IPAs ou até mesmo em cervejas de trigo americanas. Confere aromas de frutas tropicais picantes e cítricas remetendo a damasco, laranja, grapefruit e mamão. Também é possível observar notas marcantes de pinho, além de notas que lembram o chá earl grey.
Uso: duplo uso
Estilos de cerveja: IPA em geral,
Cervejas comerciais: Dádiva Cervejaria & Everbrew – Sandman; Cervejaria Dádiva – Sumer flow; Dogma cervejaria – Idaho 7 Lover

Lúpulo Loral: 

Lúpulo americano com características únicas favorecendo notas florais e herbais que o tornam um lúpulo super nobre. Seu perfil aromático apresenta incríveis notas florais e herbais com um fundo cítrico e terroso bem característico. Um toque de frutas doces pode ser percebido. Na cerveja é nítido as notas florais misturadas com aromas frutados e cítrico e um toque herbal. Este lúpulo é muito bom para IPA´s e Pale Ales que fogem do padrão de aromas frutados/cítricos e excepcional para lagers em geral.
Uso: duplo uso
Estilos de cerveja: IPA fora do padrão americano, Lagers em geral, Saison
Cervejas comerciais: Dogma cervejaria – Prelúdio 1; Dádiva cervejaria – Citrus Flow

Lúpulo Northern Brewer: 

Lúpulo americano usado tanto para aroma como para amargor. Pode ser descrito com notas de madeira, pinho, terra e menta. É o lúpulo usado na Anchor Steam.
Uso: duplo uso
Estilos de cerveja: California Common, English IPA, ESB, Pale Ale,
Cervejas comerciais: Sierra Nevada – Claim Stake Common;

Lúpulo Pacific Gem:

Lúpulo neozelandês usado tipicamente para amargor. Porém, apresenta características aromáticas que remetem à notas delicadas de amora, floral e tons de barris de madeira.
Uso: comumente usado para aroma devido ao alto indíce de óleos essenciais
Estilos de cerveja: Lagers européias,  Strong ales,

Lúpulo Pahto:

Lúpulo americano anteriormente chamdo de  HBC 682 é o mais novo lúpulo com super álfa ácido desenvolvido pela Hop Breeding Company. Conhecido por ter um amargor delicado com final limpo que não incomoda, ainda possui leves notas aromáticas herbais, terrosas e florais.
Uso: amargor
Estilos de cerveja: Cervejas lupuladas em geral
Cervejas comerciais: Dádiva cervejaria – Hoppy Breakfast #1

Lúpulo Pekko: 

Lúpulo americano criado pela American Dwarf Hop Association e leva o nome do deus finlandês do campo e das colheitas. Suas características complexas florais, cítricas e de hortelã combinam com muitos estilos diferentes de cerveja. Apresenta notas aromáticas que lembram melão, abacaxi, pera, menta, lima e sálvia.
Uso: amargor
Estilos de cerveja: Cervejas lupuladas em geral
Cervejas comerciais: Dádiva cervejaria – American Amber Ale (single hop pekko)

Lúpulo Saphir: 

Lúpulo alemão que difere bastante de outros lúpulos de aroma alemães. Criado no Hop Research Center com o objetivo inicial de produzir uma alternativa comercialmente mais viável para o lúpulo Hallertauer Mittelfruher, este lúpulo possui notas frutadas com nuances de capim limão, morango, frutas cítricas, zimbro e chá preto. Considerado bem adequado para cervejas como Pilsners e Lagers alemães.
Uso: aroma
Estilos de cerveja: Pilsners e Lagers em geral
Cervejas comerciais: Dogma cervejaria – Gorlami

Lúpulo Spalter:

Lúpulo alemão que possui algumas das características mais finas do Mittelfruher. Lúpulo nobre alemão que possui características terrosa, herbal e floral, além de notas levemente picantes.
Uso: aroma
Estilos de cerveja: Ale alemã, Lager, Pilsner, Bock, Kolsch
Cervejas comerciais: Dogma cervejaria – Gorlami

Lúpulo Strisslespalt:

Lúpulo francês de aroma usado amplamente na região de Alsace, na França. Usado para Pilsen, Lagers em geral e cervejas de trigo. Possui aroma herbal de média intensidade, agradável.
Uso: aroma
Estilos de cerveja: Lager, Pilsner, cervejas de trigo

Lúpulo Taiheke:

Taiheke é um lupulo que pode ser usado tanto para amargor quanto para aroma. Ele vem do cruzamento da planta fêmea do Fuggles com a planta macho que acredita ser resultado do cruzamento do Fuggles com lúpulo russo Serebrianka. Essa variedade tem sido muito utilizada em cervejas pale ales e summer ale, dando à cerveja características de lúpulos do “novo mundo”, ou seja, bastante cítrico e frutado.
Uso: aroma e amargor
Estilos de cerveja: Barley Wine, American Pale Ale, Imperial Stout, Ale, Lager, Summer ale, Pale Ale
Cervejas comerciais: Cloudwater Brew Co – Welcome Your Awakening Smooth & Juicy DDH IPA e Queer Brewing – Burst Into Bright IPA

Lúpulo Triskel:

Lúpulo francês desenvolvido através do cruzamento dos lúpulos Strisselspalt e Yeoman. Possui mais características do Strisselspalt, porém com um perfil muito mais aromático. Destacando-se fortes aromas florais, herbais e cítricos e, em especial, os aromas frutados são em maior destaque.
Uso: aroma e dry hopping
Estilos de cerveja: Belgian Ale, Saison, Kolsch, Pilsner, Pale Ale, India Pale Ale, Lager, Wheat

Lúpulo Topaz:

Um lúpulo australiano que, apesar de ter uma concentração de alfa ácido alta, é muito utilizado para aroma. Possui aroma rico e intensamente cítrico (bem fresco) com nota de damasco e frutas tropicais (como lichia, principalmente em cervejas de alta densidade inicial). Apresenta característica picante/terrea e é muito similar ao Summit e Columbus, porém com um toque cítrico mais suave, como o Amarillo.
Uso: aroma e amargor
Estilos de cerveja: India Pale Ale, American Pale Ale, Bitter, Amber Ale

Agora que você viu em detalhes essa seleção de lúpulos que escolhemos, qual será sua próxima cerveja? Acesse www.lamasbrewshop.com.br e aproveite a SEMANA LUPULADA DA LAMAS – de 18 a 24 de outubro de 2021, você encontra os lúpulos desse artigo com descontos!

 

Conta para gente qual lúpulo diferente você testou e foi uma surpresa maravilhosa.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *