Weissbier no Lamas Brew Club! Receita em dobro

Nada melhor que um clássico da vida de todo cervejeiro para brilhar no 28º ciclo do Lamas Brew Club, a Weissbier. Afinal quem começou a beber cerveja artesanal, certeza que já bebeu muita cerveja de trigo!

Mas este é o Lamas Brew Club e não faríamos apenas uma receita clássica sem propor um desafio bem grande para vocês. Nesse ciclo vamos comprovar que clássico pode ser até simples de fazer, mas para se ter uma excelente cerveja, os detalhes são os que importam. Além disso, vamos propor uma experiência que muitos já se questionaram, mas poucos cervejeiros (até os profissionais) nunca fizeram: Será mesmo que temos de usar malte de trigo numa cerveja de trigo?

E para responder esta pergunta vocês receberão duas receitas de cerveja de trigo. Uma com malte de trigo e a segunda com trigo em flocos (não maltado). Ou seja, você tem em mão duas receitas quase iguais….e no fim você poderá provar qual a diferença que o malte de trigo faz (ou não) na cerveja pronta. Uma coisa nós garantimos…pouquíssimos cervejeiros no mundo já fizeram essa experiência.

Vem com a gente desbravar esse mundo complexo e viciante da cerveja caseira!

História da Weissbier

A Weissbier é a clássica cerveja de trigo da região da Bavaria na Alemanha, e sua atual versão encontrada na Alemanha vem com cerca de 500 anos de tradição. Porém é encontrado registros de weissbier na Alemanha com cerca de 2800 a 3000 anos atrás. Coloca tradição nisso!
A história moderna começa com a família Degenbergers, uma família nobre que teve permissão para continuar a fazer cerveja com trigo mesmo com a vigência da lei de pureza, a Reinheitsgebot em vigor em 1516. Com a morte do último descendente da família Degenbergers, o direito de fazer cerveja de trigo passou para a família real da Bavaria, o que durou certa de 200 anos. Com a vinda das cervejas lagers, o gosto do público mudou e as cervejas de trigo entraram em declínio até quase desaparecerem. Em 1960 o estilo voltou nas graças do gosto popular e só cresceu desde então. Hoje a weissbier (conhecida também como weizenbier ou hefeweizen) está entre os estilos de cerveja mais consumidos na Alemanha.

Características do Estilo 

Cerveja clara e refrescante de origem alemã com alta carbonatação, final seco e sensação aveludada na boca com um distinto caráter de banana e cravo.

OG: 1.048     FG: 1.010

IBU: 14,8   ABV: 5%     EBC: 7.8

Técnicas Utilizadas no Ciclo Weissbier

  • Decocção: Método antigo de mosturação, utilizado quando não havia termômetros e o processo de malteação não tinha a tecnologia atual. O processo retira uma parte do mosto durante a mosturação (normalmente 1/3) e, em uma panela a parte, ferve esse mosto. Ao ser fervido, o amido é quebrado de forma irregular e, ao retornar esse mosto fervido ao mosto principal, acelera a ação enzimática.  Só existe um estilo interessante para fazer a decocção:  na Weissbier, pois na fervura desse mosto ocorre a formação dos precursores de sabores e aromas de cravo e banana, característicos nas cervejas de trigo. Como estamos fazendo um clássico, nada melhor do que seguir todos os detalhes direitinho. Iremos fazer a decocção de 3 estágios.
  • Como obter aroma de banana e cravo na cerveja: existem diversas formas de obter o aroma de banana e cravo e o segredo está no equilíbrio perfeito entre esses dois aromas. Durante a decocção iremos fazer um estágio à 45ºC, nessa temperatura iremos disponibilizar no mosto o ácido ferúlico que durante a fermentação será convertido em 4-vinylguaiacol, um composto fenólico responsável pelo aroma de cravo na cerveja e ficará em equilíbrio com os ésteres frutados de banana (acetato de isoamila) produzidos pela levedura para a temperatura de fermentação que vamos usar.
  • A diferença do malte de Trigo para o Trigo em flocos no resultado. O que, sensorialmente é esperado? A cerveja feita com o trigo em flocos terá menos aromas de cravo e a conversão total será mais lenta, além dela apresentar coloração mais clara do que a cerveja feita com malte de trigo.

Vantagens de Ser Assinante Lamas Brew Club

Fazendo parte do club, o cervejeiro sempre terá:

  • Receitas inéditas e completas para fazer em casa;
  • Desafios cervejeiros a cada ciclo do clube;
  • Análise sensorial da amostra de cerveja completamente grátis;
  • Descontos exclusivos no site e nas lojas físicas da Lamas Brew Shop na compra de insumos e equipamentos;
  • Participando do concurso, o cervejeiro tem a chance de concorrer a um Fermentador Cônico de Inox de 50L. 

E aí ficou curioso com essa receita? Veja como adquiri-la no site do Lamas Brew Club.

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *