Cervejas trapista – tradição e sabedoria

Para nós, amantes de uma boa cerveja artesanal, quando ouvimos falar de monges, na hora vem à cabeça, as cervejas trapistas. E é delas que iremos falar hoje.
Atualmente existem muitos mosteiros da Orderm Trapista no mundo, porém apenas, 21 mosteiros trapistas fazem parte da Associação International dos Mosteiros Trapistas, desses 21, apenas 14 deles fabricam sua própria cerveja e somente um é localizado fora da Europa, nos Estados Unidos.

Mas O Que É Um Mosteiro Trapista?

A Ordem Trapista (oficialmente, Ordem dos Cistercienses de Estrita Observância) é uma congregação religiosa católica derivada da Ordem de Cister. O seu nome é devido ao mosteiro cisterciense de Nôtre-Dame de la Trappe, o primeiro a ser reformado, em 1664, por Armand-Jean Le Bouthillier de Rancé, o fundador da Ordem.

Os trapistas são monges beneditinos que vivem em comunidade, e a acreditam na sua auto-suficiência e no trabalho, por isso, muitos desses mosteiros produzem produtos para a venda onde o valor arrecadado serve para manter o mosteiro e os trabalhos de caridade realizados. Dentre os produtos produzidos, pode-se encontrar queijos, pães, geléias, chocolate, mel, vinhos, licores e claro, cerveja!!

E os produtos produzidos por esses mosteiros seguem as seguintes regras

  • Os produtos devem ser produzidos dentro do perímetro do mosteiro;
  • Os monges determinam a política de produção e provém os insumos;
  • O valor arrecadado com a venda é revertido para manter o mosteiro e para os trabalhos de caridade realizados pela Ordem.

Cervejarias Trapista

As cervejarias trapistas estão localizadas dentro do próprio mosteiro e as cervejas são feitas e/ou supervisionadas pelos monges trapistas. Muitas das cervejarias possuem funcionários que não são monges, mas há sempre a supervisão de um monge dentro da cervejaria.

Embora muitos pensam que o termo Trapista é um estilo de cerveja, na realidade, ele é um termo utilizado para determinar a origem e controle da cerveja. Tecnicamente a cerveja trapista não é apenas um estilo, mas sim uma família de cervejas ales, fortes, frutadas com notas de especiarias, terrosas e muito aromáticas. A maioria dos estilos são escuros, mas há estilos claros também.

Segundo a informação encontrada no site da Associação International dos Mosteiros Trapistas, exitem 14 cervejarias trapistas no mundo e que são autorizadas a usar o selo de autenticidade. São elas:

  • Achel – Achel Trappist®, produzida pela cervejaria Achelse Kluis brewery.
  • La Trappe – La Trappe Trappist® produzida pelo mosteiro Koningshoeven Abbey.
  • Chimay – Chimay Trappist® beer, produzida pelo mosteiro Scourmont Abbey.
  • Rochefort – Rochefort Trappist® produzida pelo mosteiro Our Lady of Saint-Remy Abbey em Rochefort.
  • Westmalle – Westmalle Tripel, Dubbel and Extra Trappist®, produzida pelo mosteiro Our Lady of the Sacred Heart Abbey em Westmalle.
  • Westvleteren – Trappist® Westvleteren, produzida pelo mosteiro Sint-Sixtus Abbey em Westvleteren.
  • Zundert – Zundert Trappist®, produzida pelo mosteiro Maria Toevlucht Abbey.
  • Stift Engelszell – Trappist® beer produzida by Stift Engelszell Abbey.
  • Mont des Cats – Mont des Cats-Trappist® beer, produzida pelo mosteiro Mont des Cats em Flanders.
  • Spencer Trappist – Spencer Trappist® produzida pelo mosteiro Saint Joseph’s Abbey.
  • Tre Fontane – Tre Fontane Trappist®, produzido pelomosteiro Tre Fontane Abbey.
  • Cardeña – Cerveza Cardeña Trappist®, produzido pelo mosteiro de St. Peter of Cardeña.
  • Mount St. Bernard – Trappist® produzido pelo mosteiro Mount Saint Bernard Abbey.
  • Orval – Orval Trappist®, produzido pelo mosteiro Orval abbey.

Existem ainda produtos similares à cervejas trapistas e até produzidas por entidades religiosas, porém nesse caso elas são chamadas de cervejas de abadias (abbey).

Estilos Mais Comum Feito Nos Mosteiros

Dentre as cervejas produzidas pelos monastérios trapistas, os estilos mais encontrados são:

Trapist Single ou Enkel: é uma cerveja clara e amarga, atenuada e bem carbonatada, mas com os aromas e sabores produzidos por leveduras belgas, como ésteres frutados, especiarias e condimentos, possui lúpulos com aromas picantes e florais. Com ABV entre 4,8 a 6% e IBU de 25 a 45

Dubbel: uma cerveja vermelha acobreada, muito complexa com caráter de malte de final seco, pode haver aromas de chocolate, caramelo mas nunca características tostadas, possui ésteres frutados como passas, ameixas secas e em sua maioria das versões é utilizado candidato sugar na fabricação. O álcool pode estar presente mas é suave, nunca forte, não tem características lupuladas e sem presença de diacetil. O seu ABV vai de 6 a 7,6% e IBU de 15 a 25.

Tripel: Cerveja clara e dourada, seca e forte. Possui um prazeroso sabor de malte e amargor presente. Bem aromática com notas de especiarias, frutadas e baixa presença de álcool fazem desses estilo uma grande surpresa.Durante a fabricação pode ser usado candi sugar ou açúcar branco. Mas cuidado, pois apesar de não sentir o álcool, o teor alcoólico desse estilo é bem potente. Possui ABV de 7,5 a 9,5% e IBU de 2- a 40.

Quadrupel ou Belgian Dark Strong Ale: muitas cervejarias trapistas chamam suas Belgian Dark Strong Ale de Quadrupel. No BJCP, o estilo é descrito como uma ale escura, muito complexa e forte com um delicioso blend do malte com sabores de frutas escuras e alguns elementos picantes. Muito complexa e perigosa, pois a potência alcoólica dela não é perceptível. Na cor, ela possui um tom acobreado escuro e os ingredientes podem contém candidato sugar ou açúcar branco. O ABV fica de 8 a 12% e o IBU entre 20 a 35.

Cervejas Trapista Na Lamas Brew Shop

Para quem já nos acompanha desde o início do blog, já conhece as famosas missas dos Lamas, onde os Lamas se reunem com amigos para beber cerveja e jogar conversa fora. Mas calma lá, estamos cumprindo o distanciamento social em época de pandemia de COVID-19. As missas estão pausadas no momento. 😉
Como ainda não temos um monastério trapista para chamar de nosso, ao longo dos anos fomos criando diversas receitas com inspiração nos monges trapistas para chamar de nossa. São tantas que deixamos até uma categoria em nosso site da Escola Belga, onde colocamos todos os estilos belgas que temos kits de receita. Já conferiu? Clica aqui para acessar.

E as mais recentes novidades são:

Clique no link para acessar a Trapist Single de 5L e 20L

Clique no link para acessar a Dubbel de 5L e 20L

Clique no link para acessar a Tripel de 5L e 20L

E você já fez cervejas baseadas nos estilos trapistas? Deixe nos comentários!

Boas Cervejas!

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *