Enchedor de Garrafa – Saiba escolher o melhor para sua necessidade!

Quem nunca sofreu enchendo garrafas direto da torneirinha do fermentador/maturador que atire a primeira cerveja! Atualmente no mercado cervejeiro encontramos diversos tipos de enchedores de garrafa. Mas quais as principais características e o prós e contras de cada modelo? Hoje vamos falar um pouco sobre cada um deles.

Enchedor de garrafas com válvula (bottle filler) – Plástico e Inox

Características: Esse é o enchedor de garrafa mais simples encontrado no mercado. Basta conectar o bottle filler diretamente na saída de qualquer torneira com saída 3/8″ ou via uma mangueira com esta bitola, colocar no fundo da garrafa, pressionar  para que a válvula libere a vasão do líquido e encher até o topo da garrafa. Ao atingir o volume basta “retirar” o enchedor da garrafa e você terá o perfeito head space. Existem dois modelos o de plástico e o de inox. Prós:

  • Custo;
  • Facilidade de manuseio, pode ser operado por 1 pessoa;
  • Facilidade na hora de limpar e sanitizar;
  • A versão em plástico da para ver se está sujo;

Contras:

  • Não serve para cervejas carbonatadas com carbonatação forçada;
  • O de plástico não pode ser sanitizado com álcool, pois diminui a vida útil do produto;
  • Ao comparar com o de contra-pressão, ele favorece a oxidação;
  • O modelo de inox tem o custo elevado comparado ao modelo de plástico.

 

Enchedor de garrafa Beer Gun

Características: Este equipamento serve para envase em garrafas de cervejas carbonatadas com carbonatação forçada, porém deve-se tomar cuidado com a alta formaçãod e espuma. Ele é ideal para cervejas não carbonatadas. Atenção: para utilizar esse enchedor, é necessário que você possua um cilindro de CO2 com regulador de pressão e um post-mix ou keg com todas as conexões. Ele é super fácil de usar, basta inserir a haste do enchedor até o fundo da garrafa, pressionar o gatilho de  gás por alguns segundos para purgar o oxigênio da garrafa, então só pressionar o gatilho de líquido para liberar a cerveja. Pode encher a garrafa até o gargalo, pois a hora que retirar a haste do beergun, sobrará o head space adequado. Pressione novamente o gatinho de gás com a haste  do enchedor inserido no gargalo para purgar o oxigênio eventualmente restante e tampe a garrafa. Prós:

  • Fácil de montar e desmontar;
  • Desenvolvido para usar com uma mão enquanto segura a garrafa com outra mão;
  • Partes em contato com a cerveja são em inox;
  • Fácil de limpar;
  • Pode ser usado com outras bebidas como hidromel, sidra;
  • Purga do oxigênio da garrafa;

Contras:

  • Tem que lembrar de limpar regularmente;
  • Favorece a oxidação em relação o enchedor de contra pressão;
  • Custo inicial alto, pois exige cilindo de CO² e regulador de pressão;

 

Enchedor de contra-pressão

Características: Utilizado para engarrafar sua cerveja, já carbonatada,  diretamente de barris (keg ou postmix). Geralmente as cervejarias usam sistemas de envase de contra-pressão em suas linhas de envase de cerveja. Com este enchedor de garrafas você pode engarrafar sua cerveja sem uso de priming, tornando sua cerveja mais limpa e com paladar mais puro. Não há espumamento no enchimento. O enchedor de contra-pressão é muito fácil e direto de usar, mas requer um pouco de prática para não haver desperdício de cerveja.  Se quiser dicas de como usar um enchedor de contra pressão   fizemos um post em nosso blog, demonstrando sua utilização. Ele possui entradas e saídas em barbatanas de 1/4, rolha de silicone nº 5 para vedação de garrafas, válvula de alívio tipo agulha, para ajuste fino de escape de gás. A altura máxima do tubo de inox enchedor é de 40 cm, permitindo o enchimento de Growlers, mas para isso, basta substituir a rolha por uma rolha nº 13. Ele ainda possui ajuste de altura do tubo enchedor via porca prensa-cabo permitindo ajuste para qualquer tamanho de garrafa até o tamanho máximo do tudo enchedor. Prós:

  • Evita oxidação da cerveja;
  • Permite envasar a cerveja já carbonatada;
  • Mesmo princípio do envase profissional;
  • Pode ser usado para o enchimento de growlers utilizando uma rolha n°13.
  • Pode-se ajustar a altura do tubo enchedor, permitindo o ajuste para qualquer tipo de garrafa;

Contras:

  • Exige dois operadores;
  • Perda de cerveja até ganhar experiência no uso;
  • Custo inicial alto, pois exige cilindro de CO² e regulador de pressão;
  • Processo de limpeza e sanitização mais complexo que o bottle filler e beer gun;

 

Enchedor de Garrafa Semi-automático

Características: o enchedor de garrafa semi-automático funciona através da ação da gravidade e fecha automaticamente quando a garrafa enche até a altura desejada. É super fácil e prático de usar. Esse equipamento serve para envasar cervejas e outros líquidos não carbonatados. Seu funcionamento permite encher várias garrafas de maneira fácil e quase automática. Uma dica é utilizar um engradado para manter as garrafas firmes e facilitar o enchimento de várias garrafas. Prós:

  • Fácil de usar;
  • Praticidade;
  • Para automaticamente de envasar;
  • Todas as garrafas ficam com o mesmo volume;

Contras:

  • Não é ideal para líquidos carbonatados;
  • Precisa ter diferença de altura entre o balde fermentador e a garrafa;

  E agora? Que dúvida né? Qual modelo de enchedor de garrafa que você utiliza? Se ainda tiver dúvida, dê uma olhada nesse post que fizemos sobre Dicas de envase da Cerveja . Boas Cervejas!

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Comentários

    Túlio Flavo Siqueira

    (27 de setembro de 2018 - 21:34)

    Se o Enchedor de Garrafa Semi-automático serve para envasar cervejas e outros líquidos não carbonatados, como carbonataremos a cerveja envasada?
    O termo ‘não carbonatado’ quer dizer que a cerveja não ganhou a solução de primming? Ou que a cerveja ganhou a solução, mas não formou gás ainda?

      Fernanda Puccinelli

      (28 de setembro de 2018 - 14:13)

      Olá Túlio. O termo não carbonatado pode se referir a cerveja que não ganhou a solução de priming como para a cerveja que ganhou a solução de priming e ainda não sofreu a refermentação na garrafa. A cerveja só está carbonatada, ou seja com gás, após sofrer a refermentação na garrafa ou sofrer carbonatação forçada com CO2.
      Existem várias formas de adicionar priming na cerveja. Pode ser direto no balde fermentador/maturador através da solução de priming líquido ou pode ser direto na garrafa através de sachês de açúcar para carbonatação ou ainda balas para carbonatação. Em ambas as formas você pode usar o enchedor de garrafa semi-automático. Se tiver mais dúvidas, coloquei no texto alguns links para outros conteúdos do nosso blog sobre carbonatação e envase de cervejas!
      Boas cervejas!
      Fernanda

    FREDERICO ALVES MACHADO

    (28 de setembro de 2018 - 03:19)

    ÓTIMO ARTIGO
    ESCLARECEDOR

    Orlando Davi Prestupa

    (28 de setembro de 2018 - 03:20)

    Boa noite!

    Tenho uma duvida, comprei uma chopeira elétrica da carmona de uma via , comprei um barril de chopp 15 litros, posso encher meu barril com a cerveja pós maturada e servir como chopp? Sem carbonatar, já que eu tenho o cilindro da choppeira?

    RANGEL DALLAZEN

    (28 de setembro de 2018 - 13:07)

    Olá. o Enchedor de Garrafa Semi-automático não favorece a oxidação por lançar a cerveja de boca da garrafa?

    Obrigado

      Fernanda Puccinelli

      (2 de outubro de 2018 - 23:00)

      Olá Rangel,
      Ele pode favorecer um pouco assim como o bottle filler e o beergun. O único que não permite a oxidação é o enchedor de contra pressão. Boas cervejas!

    Ronaldo Paiva

    (28 de setembro de 2018 - 21:39)

    Muito bom o artigo! gostei desse enchedor de garrafas semi- automático .

    renato

    (1 de outubro de 2018 - 16:35)

    Eu tenho um enchedor de contrapressão da LAMAS, e é ótimo. Não concordo que precise de 2 operadores. Faço tudo sozinho. No início tive algumas dificuldades e perdas, até entender a lógica e a sequencia correta e mais eficiente. Mas depois que pega a prática é muito tranquilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *