Extrato de Malte Líquido? Revolução!

Fazer cerveja em casa é um hobby gratificante e não precisa ser difícil e complexo! É possível fazer uma boa cerveja com poucos equipamentos e o mínimo de conhecimento. Nossa missão sempre foi democratizar a cerveja caseira, transformando o dia da produção em algo simples e divertido, garantindo que a melhor cerveja possa ser a sua. Leia mais sobre como derrubamos o mito de que fazer cerveja é difícil.

Poucos cervejeiros sabem mas, fora do Brasil, não é comum fazer cerveja com grãos. O cervejeiro que monta sua própria receita e utiliza grãos é o verdadeiro Chuck Norris da cerveja! Lá fora a maioria das pessoas produzem suas cervejas com extrato de malte líquido: uma maneira fácil e certeira.

Saber que começamos a fazer cerveja em um nível avançado é muito bacana, mostra a vontade do Brasileiro em poder ter essa relação tão profunda com a bebida, encarando desafios e produzindo sua própria cerveja. Mas sempre nos incomodou o fato de não termos opções mais viáveis para aqueles que estão inseguros de começar.

Um sonho antigo enfim se concretizou e com muito orgulho apresentamos a vocês os Extratos de Malte Líquido da Muntons®. O Extrato de Malte Líquido une a praticidade à excelência alcançada pela melhor maltaria do mundo, que além dos melhores maltes, produz os melhores extratos para fazer cerveja em casa.

Mas afinal, o que é o Extrato de Malte Líquido?

Extrato de malte é um produto concentrado de açúcares (entre outras substâncias) que serão fermentados pelas leveduras, produzindo álcool e CO2. Para produzir o extrato de malte, primeiro ocorre em escala industrial a mosturação dos grãos de malte. A partir da mosturação é obtido o mosto, líquido açucarado. É o mosto que será fermentado e virará cerveja. Esse mosto passa por uma série de evaporadores, que irão evaporar a água do mosto, formando um líquido viscoso e concentrado. A partir do extrato de malte líquido é possível fazer cerveja ou ainda transformá-lo em extrato de malte seco.

O Extrato de Malte e a História da Cerveja

O extrato de malte tem papel fundamental no mundo da cerveja e no crescimento da comunidade cervejeira, principalmente a americana. O primeiro relato de extrato de malte produzido que se tem conhecimento foi em 1772. Um capitão inglês fez um extrato com malte para ajudar na nutrição dos marinheiros, uma vez que o malte é rico em vitaminas e minerais. Apesar de nutritivo, o sabor de queimado devido o processo de concentração não agradava e logo a ideia foi abandonada.

A produção ganhou força mesmo nos anos 1920, durante a “Lei Seca” norte americana. Já que era proibido vender cerveja e os ingredientes para a produção, os cervejeiros, que faziam cerveja escondido em suas casas, acharam uma maneira de burlar a lei: produziam extrato de malte com o objetivo de vender para fins de panificação. Com essa estratégia eles conseguiram manter a produção de cerveja viva e melhoraram as técnicas de fabricação de extrato de malte.

Após o final da Lei Seca, os cervejeiros caseiros dos EUA, Austrália e Nova Zelândia continuaram a sua produção com extrato de malte, pela praticidade e para conseguir fazer estilos diferentes que antigamente era muito mais difícil de achar no mercado para provar. Atualmente, são mais de 1,1 milhões de cervejeiros caseiros no EUA e os extratos de malte foram essenciais para difundir a cultura cervejeira e mostrar como é bom apreciar uma boa cerveja.

 

Como fazer cerveja com Malte Líquido?

Fazer cerveja com malte líquido é super fácil e prático e para te mostrar, montamos um vídeo rapidinho para mostrar todo o passo a passo!

Os extratos de malte da Muntons chegaram no Brasil para movimentar ainda mais esse mercado. Afinal, a melhor cerveja pode ser a sua!

Gostou da novidade? No nosso blog você irá encontrar dicas e receitas para fazer cervejas deliciosas com o malte líquido.

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Comentários

    Benedito Bueno

    (25 de julho de 2018 - 00:20)

    Já existe alguma tabela de comparação de rendimento grãos x líquido?

    Estarão disponíveis diferentes maltes exemplo para conseguir uma Red Ale?

    Parabéns pela iniciativa.

      Redação Lamas

      (26 de julho de 2018 - 18:12)

      Benedito, ainda não temos essa tabela mas você pode guiar pela tabela de diluição pensando em qual OG quer atingir. O malte líquido IPA é mais avermelhado, você pode usa-lo para fazer uma Red Ale.

      Alcione Camine

      (18 de agosto de 2020 - 20:11)

      Quero contato de fornecedores de malte líquido. Estou com certa dificuldade de adquirir. Grato

        Fernanda Puccinelli

        (19 de agosto de 2020 - 09:06)

        Oi Alcione, você já verificou o site da Lamas Brew Shop? Qual malte líquido que você está procurando?

    antonio cezar castagine

    (25 de julho de 2018 - 02:10)

    E como fica as receitas ?junto deste malte liquido vem orientações de quantidades ,igual vem quando compramos malte em grãos?grato

      Redação Lamas

      (25 de julho de 2018 - 15:58)

      Antonio, já fizemos vários testes e em breve postaremos algumas receitas no blog. Na embalagem do malte líquido tem uma tabela de diluição para você se basear quanto de água colocar para obter uma certa OG.

    Rafael Manfredi Fernandes

    (25 de julho de 2018 - 04:39)

    Faço parte de um grupo de cervejeiros americanos no Facebook e vejo que eles usam muito o extrato de malte. Parece ser uma mão na roda e reduz o tempo de preparar a cerveja. Eu mesmo gosto do joguinho de paciência com os grãos e ir medindo OG e FG para atingir a meta. Mas para quem quer praticidade, o extrato de malte é a sugestão.

    Francisco Machado

    (25 de julho de 2018 - 14:27)

    Bom dia prezados.
    As minhas duas primeiras cervejas foram com extrato. Ficaram boas, mas é muito mais gratificante desenvolver a receita e fazer a brassagem.
    Para quem nunca fez, talvez seja uma boa alternativa para entrar no mundo cervejeiro, mas com certeza, a maioria vai acabar indo para os grãos.

      Redação Lamas

      (25 de julho de 2018 - 15:56)

      Sem dúvida Francisco, a ideia é encorajar cada vez mais pessoas iniciarem nesse hobby maravilhoso!

    jaison catafesta

    (25 de julho de 2018 - 14:37)

    Bom dia!

    procuro extrato de malte de sorgo, tem?

      Redação Lamas

      (25 de julho de 2018 - 15:55)

      Jaison, ainda não trouxemos o extrato de sorgo, mas estamos estudando de trazer em um próximo pedido.

    Rodrigo

    (25 de julho de 2018 - 16:00)

    Quais seriam as ‘outras substancias’ presentes no malte líquido?

      Redação Lamas

      (26 de julho de 2018 - 18:10)

      Rodrigo, o extrato de malte líquido nada mais é que o mosto concentrado (aproximadamente 80% de mosto e 20% de água). Sua composição é a mesma do mosto: açúcares fermentescíveis, proteínas, pigmentos, fibras, vitaminas,…

    Leonardo Wilke

    (26 de julho de 2018 - 13:24)

    Acho muito caro, pagar por agua. Se fosse malte desidratado, aí sim, pensaria no caso. Façam as contas e comprovem.

      Redação Lamas

      (26 de julho de 2018 - 18:05)

      Bacana sua dúvida Leonardo. O extrato de malte líquido nada mais é que o mosto evaporado, ou seja, ele passa por um processo de concentração onde a água é evaporada. Já o extrato de malte seco é o extrato de malte líquido que passa por um spray drier que retira toda a água dele, transformando eles em pó! A composição do mosto, do estrato de malte líquido e do extrato de malte em pó é a mesma, só muda a quantidade de água presente e por consequência o estado físico deles mudam (líquido, líquido viscoso e pó). Doideira né!? Mais legal ainda é saber que utilizando qualquer um deles obtemos nossa cerveja que tanto amamos 😉

    Stéphan Ramos Galvão

    (26 de julho de 2018 - 22:58)

    Excelente, mas pra valer a pena mesmo, preciso tirar umas dúvidas:

    1) Cada extrato é de 1 tipo de grão? Ou seja, eu posso fazer a MINHA RECEITA original, adicionando a quantidade e tipo de malte proporcional à receita 100% grão? Ou tenho que me restringir à uma combinação de maltes pré-estabelecida pelo fabricante?

    2) Existe uma tabela comparativa: kg de grãos x ml de extrato?

    Obrigado!

      Redação Lamas

      (27 de julho de 2018 - 16:56)

      Que bom que gostou Stéphan! Sobre suas dúvidas:
      1) Uma das desvantagens de fazer cerveja com extrato é justamente as restrições de tipos de extrato. Os que lançamos são: 100% Pale Ale (Pale Ale), Pale Ale e maltes especiais (IPA), Malte Pilsen e Malte Trigo (WEISS) e blend de maltes torrados (BLACK). O que dá para fazer é utilizar o malte líquido como base e fazer uma imersão de grãos especiais, esse processo se chama partial mash.
      2) Não existe, mas você pode se basear na tabela de diluição para atingir a mesma OG>

    Edson Luis F. da Silva

    (27 de julho de 2018 - 13:26)

    Saudações nobres cervejeiros…..
    Utilizo extrato de malte da Coopers, MRBeer faz um bom tempo…..as birras ficam tão boas se comparadas com o processo padrão de brassagens.
    Claro que existem limitações na produção de cervejas com estes extratos….umas das vantagens é a rapidez no preparo do mosto para a etapa de fermentação, é possível incrementar com alguns adjuntos para melhorar a persistência da espuma por exemplo .

    Parabéns a todos os mestres cervejeiros da Lamas, pretendo sim utilizar estes maltes líquidos nas próximas birras….

    Abraços e Cheers…

    Edson Luis

      Redação Lamas

      (27 de julho de 2018 - 16:44)

      Que legal Edson! Sem dúvida é um jeito fácil e prático de ter excelentes cervejas em casa, não é não!?

    Blas

    (29 de julho de 2018 - 15:02)

    Bom dia , ótima notícia , já tinha procurado este produto na loja da Lamas aqui de SP, usava esse extrato da Agrária anteriormente , para mim uma função deste produto será o de corrigir a OG pretendida . Mas de qualquer forma vou estudar as outras aplicações para quem sabe utiliza-lo de forma única em uma produção . Próximo pedido estarei comprando um galão . Restou uma duvida o IPA e o Black mencionados são compostos de maltes , eles especificam quais maltes e proporção utilizada ? Outra dúvida se me permite, para a sacarificação com grãos você escolhe algumas temperaturas de acordo com a sua receita e produto final pretendido , eles especificam essa temperatura de conversão dos açucares pois de acordo com ela teremos tipos de açucares diferentes correto ?ou falei besteira ? A erveja pode tender para mais ou menos alcool ou mais ou menos FG .Um abraço e parabéns pela iniciativa mais um produto a disposição .

    Blas

      Redação Lamas

      (21 de agosto de 2018 - 16:40)

      Blas, que bom que gostou da novidade. O malte líquido veio para facilitar a nossa vida cervejeira! Sobre as suas dúvidas, são segredo de estado do fornecedor e eles não abrem quais maltes usam ou como é feita mosturação. Mas a ideia é fazer cerveja sem complicação, faça o teste e nos diga o que achou. Saúde 😉

    Ataíde Alvarenga de Resende Júnior

    (23 de agosto de 2018 - 23:54)

    Onde encontro os arquivos para BS dos extratos líquido de maltes da Moutons?

      Fernanda Puccinelli

      (4 de outubro de 2018 - 20:10)

      Olá Ataíde, na descrição do malte líquido em nossa loja online tem o arquivo para ser feito o download. Boas cervejas!

    Danilo

    (31 de agosto de 2018 - 00:54)

    Olá. Preciso ajustar a água da fervura? Obrigado

      Fernanda Puccinelli

      (31 de agosto de 2018 - 15:03)

      Olá Danilo, se você já conhece o perfil da sua água, é sempre bom ajustar para o perfil de cerveja que você quer fazer. Boas cervejas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *