Errei minha primeira cerveja, e agora?

Desde 2000 os Lamas vêm desbravando esse mundo maravilhoso que é fazer cerveja em casa e desde então fizemos cervejas incríveis que nos enchem de orgulho. Mas sabe de uma coisa? Já erramos nossas receitas também, e o resultado foi desastroso.

Às vezes, por mais empenho e esforço que colocamos em nossa cerveja, não adianta, parece que a levedura não está do nosso lado e a danada não fermenta ou a garrafa não fica com gás. E lá se vai uma leva inteira pelo ralo.

Quando fizemos nossa primeira cerveja tivemos sorte de principiante e ela ficou deliciosa, mas na segunda vez foi um desastre total: resolvemos arriscar e fazer a Lamas Lager sem controlar a temperatura e o resultado foi uma cerveja doce e que não parava de espumar quando abríamos a garrafa. Essa foi nossa única cerveja que foi difícil de tomar, mas nós tomamos tudo mesmo assim 🙂

E sabe o que foi o melhor de tudo? Aprendemos com nossos erros, estudamos e testamos outros estilos até estarmos preparados para encarar nosso desafio de fazer uma lager com perfeição. Resolvemos não complicar muito e fazer uma receita o mais simples possível com ingredientes de qualidade. E no dia 23/08/2009 superamos nossas dificuldades e fizemos a nossa tão famosa Hostya, uma Bohemian Pilsner ultra refrescante e ideal para tomar nos encontros com os amigos.

Nossa dica para quem errou a primeira receita é não desistir. Tente entender qual foi o momento mais crítico da produção e achar qual foi o erro. Converse com outros cervejeiros, nós sempre temos dicas e receitas para compartilhar e estamos sempre prontos a ajudar os cervejeiros iniciantes que estão cheios de dúvidas. Use e abuse dos Lamas, estamos aqui para ajudar você. Não desista no primeiro erro. Mande email, faço um comment em nossa fan page no facebook, ligue para nós. Podem ter certeza que faremos de tudo para ajudar você a fazer uma cerveja maravilhosa

Fazer cerveja é muito gratificante, mas tem muitos detalhes e as vezes um passo pode dar errado e a cerveja não sair da maneira que queríamos. Mas depois de muitas brassagens de sucesso a cerveja ruim irá entrar para história e as boas serão um resultado de muito aprendizado.

Fernanda Puccinelli Autor

Grande apreciadora de cervejas, teve o primeiro contato com cerveja artesanal sendo cobaia das primeiras cervejas feitas pelos Lamas. ;) Depois de uma temporada nos EUA resolveu unir o útil ao agradável e se aprofundar no mundo das cervejas artesanais. Gosta de viajar, cachorros e claro beber e falar sobre cerveja.

Comentários

    Alberto M. Alonso

    (8 de março de 2017 - 15:30)

    Faço cerveja em casa a 2,5 anos. Tenho dois pontos críticos que me tiram o sono:
    – redimento. Como controlar? Às vezes alto demais, outras baixo. Acho que tem muito do quanto se moveu o grão. Tem mais alguma coisa?
    – carbonatação. Meu Deus! Que difícil acertar.

      David - Lamas

      (15 de março de 2017 - 02:57)

      Oi Alberto. Tudo joia?
      Sobre rendimento, talvés o paramentro mais imporantes para se ter uma reprodutibilidade é o ph, o ph tem de estar por volta de 5.2. Aqui no blog temos um texto sobre rendimento (da uma olhada em DICAS). Sobre carbonatacao, q que esta acontecendo?

    orlando@buffetsantacruz.com.br

    (8 de março de 2017 - 18:15)

    Muito bom trocar as informações….Sempre tem alguma coisa para melhorar !

    Antonio

    (8 de março de 2017 - 18:59)

    Minha primeira cerveja teve diversos problemas na brassagem, estava conhecendo o equipamento, cometi alguns erros de cálculo, não prestei atenção em como meu equipamento estava montado…enfim, achei que no final a cerveja ficaria estranha. Mas não ficou. Não foi a melhor cerveja que eu já fiz, mas curiosamente foi a cerveja que eu mais acertei no amargor até hoje, estava muito equilibrado.

    Carlos Montoya

    (10 de março de 2017 - 03:15)

    Boa noite Caros Lamas,
    Eu fiz o curso com vocês e gostei muito.
    Fiz duas receitas com ingredientes de boa qualidade, comprados na loja da Lapa. O resultado foi uma cerveja de sabor bem agradável, O problema é que ficou com baixo teor alcoólico. Vocês tem ideia do que pode estar acontecendo?
    Obrigado e parabéns pelo blog.
    Carlos

      David - Lamas

      (15 de março de 2017 - 03:03)

      OI Carlos, que bacana 🙂 🙂 🙂 . Diz uma coisa, como vc esta medido este teor alcoolico?

    jose carlos

    (11 de março de 2017 - 03:44)

    no ano de 1978 fiz um curso em Sorocaba no qual tinha 18 anos foram muitas cervejas boas uma melhor que a outra com apenas 1 kg eu fazia 20litros da mais pura cerveja . HOJE JA FIZ VARIAS ETODAS NUNCA MAIS SAIU BOA errei em todas COMPREI MUITO MATERIAL DA LAMAS mas sei la acho que e o fermento pois usava levedura liquida era que comprei ai no lamas e granulada e
    então;;;;;;;;

    jose carlos

    (11 de março de 2017 - 03:46)

    não estou conseguindo fazer a boa já tentei diversas vezes

      David - Lamas

      (15 de março de 2017 - 03:01)

      Jose, nos fale o que esta te difulcultado. Assim consigo de ajudar

    Marcos Affonso do Couto Soares

    (11 de março de 2017 - 17:09)

    Minha primeira cerveja fiz nos anos 80 sob a orientação de uma firma aí de São Paulo(não sei se vocês são sucessores)e foi uma maravilha! Basta dizer que minha cunhada, profunda conhecedora de cerveja, ao tomar o primeiro gole, virou-se para minha esposa dizendo: ” Zeza! eu não lhe disse que sou capaz de tomar qualquer cerveja !!! …… meu mundo caiu… fiquei arrasado… Porém,(em tudo há um porém, principalmente na fabricação de cerveja…!) nunca desistir da ideia e me inscrevi no site de vocês para reativar o sonho de beber uma cerveja SEMPRE boa!

    Vamdre

    (24 de março de 2017 - 20:17)

    Fiz a primeira cerveja e embora tenha cometido alguns erros, acerveja ficou muito boa. Espero que erros futuros me traga boas cervejas

    Wesley Eder Silva

    (23 de abril de 2017 - 00:22)

    A minha primeira cerveja foi uma Weiss, mas errei tanto no volume que o sabor ficou parecido com uma IPA. Beleza…bebemos tudo, porém o pior de tudo é que ao abrir não parava de espumar, ficava tipo 40% cerveja e 60% espuma. O que poderia ter causado esse excesso de espuma?

      David - Lamas

      (27 de abril de 2017 - 18:19)

      Wesley, tudo joia? Este espumamento se chama gushing. Tem várias razoes, mas a principal é excesso de primming ou contaminação da leva (se a cerveja estava muito acida, isso indica contaminacao). So primingo é so diminuir a quantidade (nao ultrapassar 6g/l de cerveja) da contaminhacao, o uso de um bom sanitizando para sanitizar os baldes/tampinas/garrafas resolve.

    Marcio

    (23 de abril de 2017 - 20:02)

    boa tarde caros colegas cervejeiros, cometi um erro na ultima brassagem mais não sei qual sera a consequência disso, ao fazer o mash out descuidei um segundo da panela a temperatura do mosto foi acima de 78° chegando a 81° alguém aqui ja cometeu esse tipo de erro? o que pode acontecer ???

      David - Lamas

      (27 de abril de 2017 - 18:20)

      Marcio, provavelmente nao acontecerá nada SE, se, vc mosturou corretamente anteriormente. Pq? Pq toda as enzimas ja foram convertidas. Por isso tem gente que deixou de usar o mash out. Vai em em frente que a cerveja vai ficar boa

    gustavo piscelli

    (10 de maio de 2017 - 16:22)

    Comprei todos equipamentos novos na loja de Campinas e também o kit de insumos para fazer uma pale ale orgânica. Segui todos os passos da receita e hj ela está matutando, porém fui provar um pouco e ela está com um gosto horrível de metal, parece um chá de moeda. Esse gosto ser a que é por conta das panelas serem novas?

      David - Lamas

      (22 de junho de 2017 - 22:40)

      Gustavo, se voce limpou bem as panelas antes não era para acontecer isso. Panelas de alumínio normalmente não irão causar sabores metálicos, a menos que a água cervejeira esteja alcalina com um pH superior a 9. Muitas vezes panelas de aluminio novas e brilhantes irão ficar pretas quando ferver a água, devido o cloro e carbonatos presente na água.

    samuel rodrigues

    (7 de julho de 2017 - 20:10)

    David, fiz uma receita de 5l da ipa porcaria. Fiz de acordo com a receita, algumas situaçoes aconteceram na brassagem que perdi um pouco o controle da temperatura chegando perto de 71 graus, mas o restante foi tranquilo cheguei até dar um pitaco de gengibre na receita onde coloque alguns pedaços que totalizaram 38 gramas. Resfriei tive muito cuidado com a higiene e sanitização. A fermentação ocorreu legal pois o airlok se mostrou ativo nas primeiras 24 horas e a maturação aconteceu por 15 dias a 0C conforme receita. O que acontece é que logo que abri a primeira garrafa, fiquei contente com o sabor e carbonatação, mas após uns 15 dias de geladeira percebi um gosto de metal e acho que ela estragou… Isso é normal??

    Márcia Mineiros

    (27 de agosto de 2017 - 12:46)

    Bom dia! Estou fazendo minha primeira cerveja, uma Red Ale porém, já está no sétimo dia da segunda fermentação é o álcool está em 4.2. Será que ainda vai subir mais? Tem algo que posso fazer para corrigir esse teor alcoólico?

      David - Lamas

      (1 de setembro de 2017 - 22:39)

      Marcia, nao vejo nada de errado na sua receita. Para avaliar melhor, teria de me passar a OG e FG, que atingiu. Mas 4,2 ja esta muito bom

    […] Errei minha primeira cerveja, e agora? […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *